Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe-Galinha

A pares

30.06.08

Duas tardes de praia, milhares de sardas na cara (isto piora, com as hormonas), o desafio que é caminhar na areia com o ponto de equilíbrio alterado, carregar tralhas e lanches, encontrar amigas, sentir o miúdo escalar-me as entranhas quando me enfiei dentro da água gelada do mar daqui et  voilá!:  esta manhã, na consulta, dois cm de dilatação.

(que vão durar, aposto).

 

 

Já é Sábado

21.06.08

se bem que ainda pouco.

 

Apesar do excesso de pessoas e de temperatuura (mais de 500, mais de 40º), sobrevivi à festa da escola.

São tão pirosas, as miúdas de dez anos.

(se bem que tenha uma em casa, muitas juntas dão outra dimensão à piroseira).

 

De valor

09.06.08

Quem é que, nos seu perfeito juízo, planeia uma gravidez cujo final coincide com o final do ano lectivo?

 

Já desisti de querer tempo e dinheiro. Contento-me se tiver energia.

E, já agora, uns dias de praia antes do miúdo nascer.

O que eu mais queria

06.06.08

era saber o dia e hora em que o miúdo vai chegar. Como se chegasse de comboio, num horário certo e sem atrasos nem adiantamentos.

Isto não é para mim. Acontecimentos inesperados e sem marcação na agenda deixam-me com os nervos em franja. Ainda para mais agora, que começa o calor e quero ir para a praia.

 

(Não Mª João, não faço ideia. Mas calculo que entre 1 e 15 de Julho)

Riscos

01.06.08

Gosto, começo a gostar, dos dias em que fujo às rotinas, em que costuro antes do almoço ou me sento a escrever logo depois de sair da cama.

  

Dizem os livros que entro assim na fase do ninho, nunca antes me havia dado conta de tal.

Parece que habituo o corpo aos dias que hão-de vir - as miúdas de férias sem grandes compromissos e eu com o compromisso maior chamado Sebastião.

smints

26.05.08

Estou grata, não sei bem a quem, pela primavera que não temos.

Não estou farta do frio nem da chuva, apesar de andar um bocado enjoada das mesmas roupas dias sim-dia não. Não tarda encolho a barriga e volto às calças slim sem ter passado pela maravilhosa roupa de verão em versão pré-natal - vestidos leves e esvoaçantes.

Acontece que é público que eu não gosto e sofro na Primavera. Foi-me até diagnosticada, em tempos e não sei por quem, uma depressão sazonal (é tão chique, ter destas coisas). No Spring, no tears.

O pior é que me acho grávida de fim de tempo e sem compensação hormonal para a testosterona que o miúdo me debita para cima. Não há Primavera mas olha, toma lá um garoto alojado nas entranhas e curte mas é a depressão.

Como dizia a Dora, antes mesmo da filha lhe aterrar nos braços, este é o remédio para as depressões pós-parto: tê-las antes.

Não me posso esquecer de ir à farmácia buscar as saquetas de magnésio

21.05.08

A minha perna esquerda cansou-se das cãibras. Agora tenho-as na perna direita, quase de madrugada, mas lembro-me delas o dia inteiro, que me doem os gémeos.

Os gémeos são músculos da perna, da barriga da perna. Se bem que a minha barriga, a abdominal, seja monstra, (acho que) não tenho gémeos na barriga.

Depois da história da italiana que teve na barriga dois filhos com seis meses de diferença, porque excepcionalmente ovulou e naquele dia coiso-tal, já acredito em tudo.

Para a semana hei-de saber se o miúdo já deu a volta. À minha vida, pelo menos, já deu.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5