Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe-Galinha

My favourite days *

03.03.11

Os dias estão maiores mas não têm mais horas. Estão claros e frios, como eu gosto.

O pessegueiro foi podado num dia de fúria minha e duas semanas depois encheu-se de flores.

Tenho tricotado mais e gritado menos, o que não é mau. Recuso-me a dizer à minha fiseoterapeuta que a tendinite é MESMO crónica: ela não sabe que não vou deixar de triciotar. Entretanto, durante quarenta e cinco minutos do dia,  leio e durmo deitada numa marquesa. Tirando as dores, o tendão desarranjado só me tem trazido coisas boas :).

 

 

 

* my favourite dress #2

Big sister's dress

08.02.11

Quando a minha amiga C. me pediu para fazer um vestido para a filha, até estremeci.

Não lhe consegui dizer que não e, no dia seguinte, muito antes de ter sequer pesquisado um modelo, já tinha um saco de lãs no carro.

Não precisei de pesquisar muito - no Raverly, este modelo era a cara da mini-cliente. O facto das instruções estarem em inglês não me  complicaram a decisão até porque e a minha amiga Mat, elle même, traduziui as partes esquisitas (meia carrreira em liga e voltar atrás em meia trocando a ordem das agulhas, por exemplo).

Ligeiramente assustada, e saber bem no que me ia meter, ajustei as contas das malhas ao tamanho da L. e meti mãos à obra.

Com o resto da lã ainda fiz umas caneleiras (sem direito a registo) e uma boina.

Usei um fio com 50% de lã.

Contactei a autora do modelo e adquiri os direitos de venda do vestido. Vou fazer por encomenda em tamanhos, cores e fio à escolha.

Como sei que uma imagem vale mais do que mil palavras, vou publicando os que for fazendo.

A L tem dois anos - esse é o tamanho das peças das imagens.

 

  

Quase Viana

14.07.09

Não sou grande fã de imitações mas estes tecidos, além de baratos, são bonitos e de boa qualidade.

Encontrei-os em forma de toalhas de mesa num "bazar" que fica mesmo ao lado da escola de ballet e onde, ver abaixo, passo muitas horas por semana. Não é uma loja do chinês nem uma cada dos trezentos. É um verdadeiro bazar onde se vende quase tudo (mesmo!) e onde já encontrei coisas inimagináveis a preço fantástico e que dificilmente encontraria noutro sítio.

 

Com as mais velhas de férias e a fazerem praia, até me têm sobrado uns bocadinhos de tempo à noite. Acabam por se deitar  mais cedo do que em tempo de aulas, de tão cansadas que vêm. Noutro dia deitei mãos às toalhas e fiz dois sacos que estão na loja.

 

Acerca do verdadeiro bordado de Viana, este post, deste blogue, não me parece nada mal.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5