Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe-Galinha

3 de Janeiro

05.01.11

Voltaram à escola e, pela primeira vez, não senti as férias como um fardo.

Muitos ensaios de ballet, duas Marias crescidas que já ficam em casa de vez em quando e um infantário que gere bastante bem os dias em que fecha, aliviaram-me um bocadinho a pressão dos 15 dias. A Carmo porta-se suficientemente bem para estar aos bocados comigo no trabalho.

Com um resto de férias minhas e duas Marias adoentadas com direito a atestado (meu), consegui organizar o Natal e a festa da Inês sem grandes pressas. Acabei por não trabalhar durante toda a primeira semana de férias da escola e, sem dinheiro para grandes compras e mau tempo qb, acabei por conseguir fazer grande parte dos presentes - bolachas, cestos de natal, gorros, botinhas, etc.

Um dos meus melhores presentes: Três Marias no Quebra-Nozes.

Elefantinas

11.01.07
Quarenta e cinco minutos por semana não chegam para lhe injectar a disciplina de que precisa. Não chegam mas ajudam, são um princípio. Às vezes fico do lado de fora da porta e ouço-a rir muito e também ouço a voz da professora:
- Carminho! Ó Carminho...
E sinto o chão tremelicar quando à voz de comando
- Tudo a saltitar!
se ouve carabum! carabum! carabum! e um suspiro
- Uma turma de elefantas....

A Carmo gosta do ballet, começou tão pequena que quase não havia uniforme que lhe servisse. Não foi ideia minha, foi a professora que se lembrou duma baby-class e me sondou. Eu, depois dos bons resultados nas irmãs-cobais, nem hesitei e imaginei que haveriam de me domar a leoa.

Ao fim de três meses de aulas tivemos direito, os pais e as mães, a um mini-bailado de duendes desobedientes. Ganhou a Carmo, claro, não fosse isto, para ela, um jogo.

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5018709888926383186" />
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5