Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2015
Season 2

Como diz a minha amiga Susana sobre o seu próprio blogue, não posso perder este registo. Eu também não posso perder este. Está aqui uma história maravilhosa e, acima de tudo, está aqui a minha alma.

Ontem fez-se luz em mim, a meio deste diálogo. A luz que eu precisava para me focar numa coisa tão importante como escrever.

 

Eu e ele no carro. Ele vinha da aula de coro e cantou uma canção de natal. Depois eu disse:

- Agora sou eu! Vou cantar uma canção de uns desenhos animados que davam quando eu era pequena.

E cantei o Marco (É num porto/italiano/...).

Parece-me que ele nunca tinha ouvido esta canção. Eu sou uma pessoa eloquente a cantar e fiz um dramalhão na parte do “vais-te embora mamã/não me deixes aqui!”. O miúdo estava quase a chorar, coitado.

Quando terminei a minha atuação, o silêncio. E depois:

- Tu vias esses episódios?

- Sim. Todos os dias!

- Vias televisão todos os dias?!

- Sim…

- Não tinhas tpc? Nem atividades?

- Hummm…. Não… Com a tua idade não tinha. E só tinha escola de manhã!

- Só de manhã??

- E NUNCA tive tpc na escola primária. Nem um dia.

- Esse episódio do Marco dava todos os dias?

- Dava.

- O Marco encontrou a mãe?

- Sim, no último episódio.

- E a segunda temporada, como foi?

 

(Babe, naquele tempo não havia segundas temporadas. As histórias tinham princípio e fim. É por isso que me lembro delas)



Rita às 10:35
link do post |

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5
.Correio

e-mail