Terça-feira, 14 de Abril de 2015
Eu, em cada migalha de cada fatia de pão

Uma só bebe leite meio gordo, simples, outra prefere leite magro, a outra só leite com chocolate, mas light, o miúdo bebe o leite da escola mas há aqui quatro pacotes porque durante duas semanas temos uma visita que também leva leite para a escola.

IMG_4774.JPG

 

Eram 23h30 quando tirei esta foto. É a hora a que começo a preparar os pequenos almoços, os lanches e as marmitas dos almoços. A essa hora ainda tinha uma panela de sopa ao lume, uma máquina de roupa a lavar (que já não estendi, acho que quinei de exaustão, entretanto), e um milhão e meio de meias para emparelhar.

De manhã fiz meia dúzia de sanduiches, uma com fiambre de peru e manteiga magra, outra de nutella mas em pão de mistura, mais uma só de queijo, e a de doce de tomate para parecer que estou a comer sangue, mãe (faltam duas. Não me lembro de que eram).

Com os iogurtes é a mesma saga - grego açucarado, líquido de morango mas só do lidl que os do PD são muito espessos, mais a mania dos sem lactose e dos bifidus . 

Hoje a visita perguntou porque é que ao pequeno almoço havia duas caixas de cereais iguais, mas de marca diferente - Ah! é que a Carmo só come estes da vaca e a Maria prefere estes do cão.

A relva precisa de ser cortada, tenho uma trepadeira a crescer para casa do vizinho, todos os dias enfio o carro na garagem de olhos fechados porque não consigo olhar para a desarrumação que para ali vai e enfim, dava-me jeito mais meia dúzia de horas em cada dia.

Se eu me podia poupar e fazer pão com manteiga para todos? Podia. Ou deixar tudo para eles fazerem? Também. Se já experimentei? Não. Se quero experimentar? Também não. E porquê? Porque é nestas pequenas coisas que está a graça disto tudo. 

E agora a parte lamechas:

Durante a semana sinto que estou pouco tempo com os meus filhos e e olho para estes dez ou vinte minutos de cada dia, em que separo leites, sanduiches e iogurtes como a minha forma de estar com eles o dia todo (a sério). Sei que provavelmente nenhum deles atribui grande importância ao facto de eu me preocupar com o gosto de cada um mas quase que aposto que, se lerem isto, vão passar a preparar o seu lanche porque não vão querer estar a comer e a sentir que a mãe está por ali a pairar em cada migalhinha do pão.


tags:

Rita às 13:52
link do post |

8 comentários:
De Guida Folgado a 14 de Abril de 2015 às 14:04
És única!!! Eu tmb preparo lanches, pequenos almoços e marmitas mas só de manhã :) Bjinhos!


De Liliana Cachim a 14 de Abril de 2015 às 16:06
Rita. Só tu mesmo.
Eu é igual para todos, a vida está cara e não está para caprichos...Nem eu posso ir ao Lidl, Pingo Doce, Mini Preço e afins só porque lhes apetece verde em vez de roxo...
A maior parte das vezes preparam eles os lanches e se não o fazem eu reclamo. Faço, mas reclamo.
E chego todos os dias às 20hrs a casa, o que significa que não tenho mesmo tempo nenhum para nada.
Quem quer bolota trepa, digo-lhes. A vida é feita de trabalho. E esse começa logo de manhã...
Das duas uma - ou trabalham ou criam alergia ao trabalho! lol


De maria valinhas a 14 de Abril de 2015 às 23:36
olá, por aqui as mais velhas fazem o seu lanche com o que há no frigo.No inicio da semana abasteço o frigo com o que elas pedem e eu acho bem e só me preocupo em verificar se há pão para o dia seguinte. Devias experimentar, comecei este ano e olha que funciona, sem atrasos. Nada como sair alguns dias por semana muito cedo de casa para a malta se desenrascar sozinha ;)


De Joana a 16 de Abril de 2015 às 14:15
Diz assim o post da Rita:
<
[Error: Irreparable invalid markup ('<se [...] todos?>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Diz assim o post da Rita:
<<Se eu me podia poupar e fazer pão com manteiga para todos? Podia. Ou deixar tudo para eles fazerem? Também. Se já experimentei? Não. Se quero experimentar? Também não. E porquê? Porque é nestas pequenas coisas que está a graça disto tudo. >>´

Portanto não me parece que a Rita deixar de fazer como tem feito até agora. Por amor.


De Maria Isabel Machado Prata a 21 de Abril de 2015 às 12:32
Rita, mesmo que não valorizem agora, vão dar valor depois. Venho de uma família de 8 irmãos e se há coisa que recordo e me aquece o coração, e me inspira como mãe, é o modo como a minha mãe nos individualizava e fazia as vontadinhas (não todas, claro) de cada um. O ter tido essa atenção é um airbag para toda a vida.


De Susana a 30 de Abril de 2015 às 11:06
E no meio de tão pouco tempo, ainda tiveste coragem de ter mais uma lá em casa durante 2 semanas! Obrigada, Rita!


De a 13 de Maio de 2015 às 22:41
Ainda me estou a rir :)


De Blog Profissão Mãe a 31 de Maio de 2015 às 03:06
Trabalho em casa e terei um tempo diferente da maioria das mães...mas sei perfeitamente em dois e só tive dois...para já, por mim tinha mais...n está fácil...
Mas dizia eu, sei perfeitamente o que cada um gosta e come :)
<3


Comentar post

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5
.Correio

e-mail