Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

AINDA AS ELEIÇÕES

Rita, 28.02.05
Com a benjamim doente, fomos votar por partes. Primeiro eu, sózinha, depois o pai, com a Maria.
Não é fácil explicar as bases da democracia a crianças. Para elas, o pai ou a mãe podiam perfeitamente gerir o país ou mesmo o mundo. Pior, é explicar-lhe o que é um partido político, porque é que gostamos mais deste ou daquele. Depois, o processo em si, tão arcaico, baralhou-lhes os fusíveis:
- Pomos uma cruz no partido que queremos que ganhe e dobramos o papel. Depois pomos numa caixa. À noite abrem as caixas e contam as cruzes que cada partido tem.
- E não há computadores??? - perguntou a Inês

Apesar da dúvida tecnológica, não sei se a Inês percebeu bem o momento. A Maria, com saídas como as que se seguem, de certeza que sim:
- Ó mãe, votaste no "bloco dois?"
- Olha, o pai da Maria M. votou no PP!
- Nós não gostamos do Santana Lopes, pois não?
- Ah! Afinal quem ganhou foi a BP!
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5