Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

PILINHA

Rita, 16.06.04
A Inês saltou para o colo do pai e o pai disse - aiiiiiiii! Nênê! Magoaste-me!

E eu disse - Ó Inês, tens que ter cuidado... Magoaste o pai na pilinha.

- Não se diz pilinha, mãe!

- Não?! Então diz-se o quê?

- Não se diz nada.

- Nada? E como é que se chama o sítio por onde os rapazes fazem xixi?

- Chama-se pililinha, mas não se pode dizer.

- Pode. Pode-se dizer. Há palavras que não se podem dizer mas pilinha pode-se.

- Não pode nada... Não se pode dizer pilinha, portanto não se diz. Não se diz nada.

(Mas que raio de puritanismos)
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5