Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

UÃO E A MÃE

Rita, 28.12.04
O pai reclama e diz:

- Não sei que graça é que vocês vêm nisso...

E nós rimos, eu as manas, quando a pequenita em vez de "pai" chama:

- UÃO!?

O pai reclama, quer ser "pai", mas por dentro sorri (tenho a certeza).

De manhã, quando acorda, quase sempre chama:

- UÃO!?

Ontem, ao meu colo, olhou para uma fotografia do pai e exclamou:

- UÃO!!!



Concluo:

Cá em casa, o meu nome é "mãe". Para a Carminho, sou "ma-ma-ma"

Eu, quando quero falar com o pai, chamo-o "João". De tanto ouvir, porque admito que ando sempre:

- Ó João isto

- Ó João aquilo

a pequenita aprendeu.

O pai, quando quer falar comigo, é raro chamar-me Rita. Sou "mãe":

- Ó mãe traz-me a toalha, se faz favor

- Ó mãe onde é que estão as toalhitas?

- O que é o jantar, mãe?



(Se o pai diz

- Rita!

O assunto é grave.)



E é assim que me convenço que o papel de mãe já me atingiu a identidade.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5