Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

O PAI DO CAPUCHINHO VERMELHO

Rita, 01.05.04
A meio do dia, quando nada o fazia prever, aí vem a Inês, com um ar muitíssimo intrigado e de livro na mão:

- Mãe...

(adoro estas pausas, que parecem propositadas para me preparar para a dificuldade que se avizinha)- .... quem é o pai do capuchinho vermelho?

(eu sabia. Pelo ar dela, a questão não ía ser fácil. Tenho que pensar rapidamente numa resposta convincente; a esta miúda, não vale a pena tentar dar-lhe a volta)

- Não sei. (que resposta original.... foi a que me saíu). Se calhar trabalha nalgum sítio longe. Por isso é que não aparece na história.

- Mas podia aparecer.... E não pode ser o caçador?

- Não me parece. Não. O pai dela não é o caçador.

- Eu acho que é! sabes porquê?

- Porquê?

- Porque no fim da história ele chama-lhe filhinha!

- Ah.... Mas pode-lhe chamar filhinha sem ser o pai dela.

- Não pode nada.... Se chamasse estava a mentir. Portanto, é ele o pai.

(pronto, já não há nada que a demova e eu já estou baralhada....)

- Olha lá, se já sabias que era o caçador, porque é que vieste perguntar?

- Era para ver se tu concordavas comigo.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5