Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

TAGARELICES

Rita, 22.03.05
Depois do oftalmologista a Maria veio comigo para o trabalho.
Desde que chegou, ainda não se calou. Fala, fala, fala, canta, fala, pergunta, fala, canta...
Eu preciso de trabalhar, já lhe disse mais de dez vezes. Impossível. Está com as pilhas todas. Faz desenhos e descreve os detalhes, fala de fadas e do mundo em que habitam, recorta um papel e descreve as formas de todos os bocadinhos que vão caindo em cima da mesa.
- Ó Maria, cala-te um bocadinho, se faz favor...
- Ó mãe! Tu não sabes que eu gosto muito de falar?
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5