Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

A minha filha Carmo

Rita, 28.02.08
é conhecida em toda a cidade pelo cognome de princesa-empadão.

Um dia, não há muito tempo, numa aula de ballet, todas as meninas (não há meninos, nas aulas de ballet das minhas filhas) foram convidadas a escolher que princesa queriam ser.
- princesa-fada!
- princesa-sereia!
- princesa-bailarina!
e por aí fora.

A minha filha Carmo é a maior e gritou com aquela voz esganiçada:
- Princesa-empadão!

Uma semana depois passei a ser abordada na rua acerca dos meus dotes culinários relativos à confecção do empadão.

A Carmo tem um fetiche com o empadão. Comprovei-o hoje quando descobri, no meu caderno de rascunhos, uma nota com mais de um anos:

"Noutro dia a Beatriz tinha uma coisa no braço e a D. pôs-lhe betadine, ou pomada, ou água ou empadão.
Sabes mãe, o empadão é uma coisa que se põe nas crianças para ficarem muito boas." Carmo,Out/06
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

6 comentários

Comentar post