Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Cinzas atrasadas

Rita, 02.03.12

Não deve ser de bom tom referir o carnaval em plena quaresma. Penitencio-me (lá está, é a quaresma) por deixar passar tanto por escrever.

Porque a memória falha-me cada vez mais e há alturas em que já não me lembro de quase nada.

Portanto.

No ano de dois mil e doze o Sebastião foi jardineiro na escola. (Os rapazinhos eram os jardineiros e as meninas as flores. É bonito e educa-os para o cavalheirismo. Espero).

No resto dos festejos vestiu-se de Winnie the Phoo com um fato que a Susana emprestou.

(Para mim, que vivo há anos em crise, esta de agora só me tem trazido coisas boas - trocas de roupas e outras coisas, espírito de entreajuda e algumas novas amizades)

A Carmo só quis umas pistolas com coldre. Mais um chapéu lá do baú, uma camisa aos quadrados e umas calças de ganga por dentro das botas, done! Cowgirl, avó. Não podia ser cowboy porque eu sou rapariga...

As mais velhas só se fantasiaram para o grandioso baile de máscaras para o qual a família V. nos convidou. Eu não sei se alguma vez na vida tinha ido a um baile de máscaras e a verdade é que me diverti à brava. (Penso que algures no tempo alguém me formatou as mitocôndrias para eu não gostar do carnaval, ou por achar chique dizer que não gostava do carnaval...) Há dessa festa um vídeo de euzinha a dançar a macarena e pelo menos uma foto em que estou de braço dado com o meu marido, ele de roupão e touca de banho e eu de peruca verde e língua de fora. Vídeos e fotos censurados, claro. As fantasias das mais velhas eram aquilo que se imagina que são as fantasias aos 12 e 13 anos - uma realidade um bocadinho exagerada. Portanto, a Maria estava de menina de colégio e a Inês de punk-chique. 

Não tenho fotos da Carmo em versão cowgirl e temo que as mais velhas amuem e me escangalhem a paciência se as mostrar ao mundo naqueles preparos. Portanto, deixo-vos com a perfeição em figura de gente em pose de jardineiro atento à falta de água:

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

1 comentário

Comentar post