Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Quadrado perfeito*

Rita, 04.02.11

Eram duas camisolas polares quase sem uso. Muito grossas e um bocado mal feitas. Eram muito justas no peito e as Marias nunca as vestiam.

Em vez de as dar (porque eram mesmo desconfortáveis), decidi cortá-las e aproveitar o tecido (muto quentinho) para fazer uma manta de quadrados. Até aqui, tudo bem.

Cortei os quadrados, peguei nos restos de lã, numa agulha de crochet, e vamos a isto. Não fomos.  O tecido era impossível de furar.

A agulha de crochet não funcionou.

Passar com um ziguezague na máquina, não funcionou.

Usar uma agulha de costura, não funcionou.

Percebi que o problema era a densidade do tecido e desisti. Os quadrados estiveram meses fechados num saco.

Mas eis que eu volto a emagrecer e a ter que que fazer um furo num cinto. (Eu tenho uma ferramenta de fazer furos em cintos. É do LIDL. Também tenho uma coisa de colocar rebites, se há alguém desse lado que saiba o que é um rebite.)

E fez-se luz!

Dá uma trabalheira marcar com uma caneta e uma régua o sítio dos furos; mas ficam um mimo depois de prontos.

Vou crochetando os quadrados nos intervalos de outros afazeres. Daqui a 12 anos devo ter um manta. Pequenina.

 *  número inteiro não negativo que pode ser expresso como o quadrado de um outro número inteiro

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

5 comentários

Comentar post