Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

¡¡¡¡¡Roaaaaarrrrr!!!!

Rita, 14.01.11

 

Estou em choque com a notícia da mudança dos signos. E presumo que, a partir de hoje, nada seja como dantes.

Eu era (salvo seja), uma virgem perfeita, organizada e arrumada, com tendências obsessivo-compulsivas. Tudo características muito minhas, boas ou más, justificadas pela conjunção duma série de factores do dia em que nasci.

O meu signo servia-me de justificação para a mania das arrumações, para os cadernos imaculados, o estudo em horários pré-determinados, tudo, tudo! E agora vêm dois caramelos dum planetário do Minnesota dizerem que passei a "leão"? Eu não sei viver em modo "leão", não sei como pensam, como agem, como... rugem. Passarei a ser (ainda mais) vista como a maluquinha das arrumações porque já não sou, digamos que, virgem.

E o meu homem? Aquele mundo solitário dos peixes, a vida submersa, os silêncios, o alheamento. Quer dizer que ele é MESMO assim? Um novo signo é motivo de divórcio por justa causa? Eu não casei com um aquário.

E as crianças, senhores? As crianças... Eduquei-as no pressuposto dos signos iniciais. A Maria para o equilíbrio balança, a tal que luta entre o bem e o mal, a miúda que vai mudar o mundo. Menos mal que passa a virgem, o que também lhe assenta. Pode ser seja uma virgem equilibrada.

E o que é que faço à t-shirt da Inês, a do capricórnio azul? Foi a minha mãe que lha deu. Ponho fora? Dou? O que é um sagitário? Também há t-shirts? A miúda já é tão desorientada que se lhe digo que mudou de identidade ainda se baralha de vez.

A Carmo vá lá, também muda mas segue comigo. Hei-de ensinar-lhe a pentear a juba (as leoas têm juba?) e vou dizer-lhe que já não precisa de arrumar a roupa nas gavetas por ordem de cores. Não foi uma excelente representante dos virgens deste mundo...

Ainda bem que nunca soube de cor o signo do Sebastião (é uma sorte saber as datas de nascimento de todos...). É então caranguejo, seja lá isso o que for. Antes isso do que aquela coisa nova do serpentário. Serpentário não é aquela coisa do zoo, cheia de répteis?

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

6 comentários

Comentar post