Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

11 a 22

Rita, 23.12.10

Está a dormir na minha cama, como há 11 anos a esta hora. Vou passar a noite a olhar por ela (como há 11 anos) e a imaginar futuros risonhos e coloridos (como sempre).

A febrícula do meio do dia transformou-se em febrão à noite e a festa do pijama ficou a meio. As amigas foram para casa, tudo sem dramas, sem uma lágrima dela, não sei se por cansaço se por determinação e sensatez.

A mim custou-me tanto, que tive que me esconder (para chorar).

O que é que se oferece a uma miúda que dá tudo? 

Só se for o mundo bom, numa bandeja.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

10 comentários

Comentar post