Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

in coerências

Rita, 22.11.10

 

Em menos de quarenta e oito horas nasceram dois bebés na família.

As Marias estão histéricas e maldizem os muitos quilómetros de distância. O primo não está nem aí. Gosta tanto de bonecas como de martelos e é o ás do sling. Menino da mamã como é, sofre horrores sempre que me aproximo dum ser menor do que ele. Pergunto-me muitas vezes o que seria desta criança com um irmão mais novo e respiro de alívio por saber que não vai/não vou passar por isso. O meu relógio biológico parou (ufa!) e noutro dia, quando peguei ao colo outra prima muito pequenina, não senti borboletas na barriga nem arrepios nas pernas. Aproveitei o balanço e deitei fora/ofereci/pus de lado para vender, a tralha toda que me atulhava a garagem e a consciência.  

Isto foi agora.

Quando o menino da mamã deixar as fraldas e a chucha, tornamos a falar.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

4 comentários

Comentar post