Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Bimotor

Rita, 15.04.10

 

Quando vi o avião voar tão baixo, passou-me um arrepio pelo corpo e pensei "vai cair".

Às vezes tenho pensamentos destes, só para ver até onde vai a força da minha mente. Às vezes parece-me que as coisas não acontecem por acaso, que consigo interferir com o tempo e com o espaço, com a vida.

Segundos depois, eu ainda à janela, vejo o bimotor em queda livre, um barulho do ar a deslizar rapido demais e depois o estrondo. O fumo, as chamas e o bosque a arder, ali mesmo atrás de casa.

Lembro-me de ter acordado o meu marido, de lhe contar, de ele me dizer "deixa lá o avião" e eu em pânico, o incêndio, os miúdos, o avião.

Desci as escadas e não me lembro bem dos momentos seguintes.

 

Fomos para Santarém, para uma casa duns primos nossos. Uma casa grande, antiga e bonita, onde conseguimos encaixar todos os nossos vizinhos. Foi estranho, porque quase não contactamos com eles no dia-a-dia e de repente estávamos ali, todos na mesma casa, a partilhar o espaço e as rotinas.

Se bem que houvesse um quarto para cada família, cruzávamo-nos nas salas e nos corredores.

Duas tias vieram de Lisboa para ajudar e passavam os dias a servir chá. Não tenho ideia dos miúdos, se calhar ficaram com a minha mãe. Quase só havia gente velha, naquela casa.

Um dia quis-me depilar e usei umas bandas de cera, daquelas que se esfregam nas mãos para aquecer, e se abrem e colam às pernas. A cera estava estragada, parece-me, porque de cada vez que tentava abrir as bandas, aquilo transformava-se numa bola peganhenta e impossível de utilizar.

Foi por causa da minha frustração que uma das tias contratou um gabinete de estética lá para casa. Eram rapazes e raparigas com batas brancas que depilavam quem se quisesse sujeitar.. Uma maravilha.

 

Não soube mais nada do avião, nem sei se algum dia regressámos a casa.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

5 comentários

Comentar post