Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Onze anos, quatro meses e dezanove dias

Rita, 08.03.10

Quando for crescida tenho muitas coisas para fazer. Uma: ser contra o dia da mulher. A outra: provar que o sol pode ter sombra, descobrir uma galáxia luminosa para lá do sol e mostrar que existem coisas que não podemos ver. Como a sombra do sol.

 

Onze anos, quatro meses e dezanove dias. Nunca se cala, nunca pára de pensar, faz mil coisas ao mesmo tempo e quer mudar o mundo. 

Não concorda com o dia da mulher mas é uma feminista de primeira. Se calhar é por isso.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

5 comentários

Comentar post