Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Chuva molha-tolos

Rita, 18.01.10

A mim a chuva não me chateia por aí além. Aborrece-me a roupa suja/molhada que se acumula e que às vezes até cheira a mofo. O estendal do quintal sempre vazio lembra-me que é Inverno.

Eu gosto do Inverno, é público que tenho uma embirração com a Primavera e com o calor do Verão mas tenho quatro crianças (e um marido) em casa, gente que suja muita roupa e que aparvalha quando não pode dar umas corridas/pontapés na bola ali do lado de fora da porta.

As Marias sempre vão espairecendo e apanhando ar - a escola, os recreios, as idas para aqui e para acolá. As mais novas perdem os guarda-chuvas à velocidade a que eu perco a paciência e hesito entre deixá-las apanhar uma molha valente e a respectiva constipação ou continuar a comprar ou a procurar nos perdidos e achados, esse mundo infinito - desisto e compro mais, haja lojas chinesas. Não sei se as aguentava em casa durante a semana, ranhosas e a tossir. Mesmo assim, espanto-me em como não adoentam com os pés tantas vezes molhados.

O minorca não molha os pés mas qualquer dia é alérgico à luz do dia. Acho que é possível desenvolver-se uma alergia por ausência prolongada de exposição ao factor. Sai de casa para a creche, da creche para o carro (muito que esta criança vive no carro), do carro para casa, da casa para a creche. Se eu escrever que desde sexta-feira esta alminha não saiu de casa, não estou a mentir. Não pode ver ninguém abrir a porta da rua que desata a correr para lá. Mas está frio, o chão está molhado, eu gosto de estar em casa e nem estou calçada. Não sai, portanto. E não saindo, aparvalha. Ele e elas. Como é que se parte uma cama "só com uma cambalhota?"

 

(Não se queixem, Marias - no Sábado levei-as às três à ópera - somos uma chiqueza, eu sei - e no Domingo a Carmo foi com o pai começar a perceber com que letras se escrevem bons livros)

 

Por falar em bons livros, e porque, lá está, no Inverno até leio mais - se eu fosse uma católica muito muito fervorosa e muito crente e não entendesse que a literatura se faz com recursos de estilo, acho que me chocava com algumas passagens do Caim. Quando eu escrever um livro, também quero dar que pensar. 

Sobre livros, ainda outra coisa - acho uma vergonha que circulem versões "piratas" e integrais das obras na web.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

3 comentários

Comentar post