Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Carmo - a que ainda acredita que pode ser/fazer o que quiser

12.01.10

Com um ar muito sério, segredou-me

- Sabes qual é o meu maior sonho?

- Não...

- Ser mosqueteira!

Rodou os ombros para trás, esticou o pescoço e disse:

- Até consigo estalar os ossos e tudo.

(??)

 

Horas depois:

- Porque é que não vens para a mesa, Carminho, estou farta de chamar.

(silêncio)

- Despacha-te, já estamos todos a comer.

(silêncio)

Sentou-se à mesa de pijama, casaco, gorro e luvas. Não esboçou um sorriso que fosse perante as nossas gargalhadas.

Obriguei-a a tirar as luvas (porque estavam nojentas) mas deixei-a jantar de gorro.

(Vinte graus dentro de casa)

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

3 comentários

Comentar post