Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Os Filipes vieram porque o Sebastião não apareceu

Rita, 03.12.09

Parece-me que não foi sem pensar que se restaurou a independência a um de Dezembro.

O feriado é aproveitado por este reino e o outro para as decorações de natal. Na terça-feira, e por motivos diversos, tive que fazer alguns telefonemas e ouvi, invariavelmente - já te ligo! estamos a arranjar o pinheiro!

 

O nosso é artificial, parece artificial, cheira a plástico e já começa a ficar verde-pardo. Mas ninguém quer outro, é este o nosso, e até o pó que provoca crises de asma na Inês parece já ser da família.

Este anos ponderámos estratégias de recurso para o caso do pequeno tarzan querer pendurar-se nos galhos. Não passaram de estratégias, que o reizinho tem medo da árvore!! Dalguma cosia havia de ter medo e a mim calha-me mesmo bem não se aproxime.

Desde "arranjamos um mais pequeno e pomos em cima duma mesa" ou "enfeitamos o pinheiro do jardim" ou "pomos a árvore na varanda" ou até "arranjamos uma cerca para pôr à volta", nada foi aceite pelas marias - se é sempre natal em Dezembro, é sempre este pinheiro e sempre no mesmo sítio. Tão pequeninas e tão arreigadas às tradições. Será que me fazem uma travessa de rabanadas?

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

2 comentários

Comentar post