Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Ao jantar, sopa de abóbora

28.10.09

Um morto-vivo é uma pessoa que tecnicamente* morreu mas que ainda respira. Uma múmia é uma pessoa a quem tiraram a parte de dentro no Egipto; depois puseram uns motores tipo robot para poder voltar a andar. Um vampiro é tecnicamente* um homem que existe mesmo, é arraçado de morcego e trinca pescoços para sugar o sangue das pessoas (essas pessoas depois  transformam-se em vampiros) e, tcharan! As bruxas são pessoas normais que voam em vassouras.

- E as fadas?

- As fadas não existem, mãe!

 

(pensam elas)

 

Digo eu - o verdadeiro amor, aquele mesmo sem limites, não tem nada a ver com velar-lhes o sono ou dar-lhes a mão para atravessarem os momentos difíceis. Esse amor maior consiste em detestar o halloween mas passar mais de cinco horas a costurar-lhes os fatos. Afinal as fadas existem e eu sou uma delas.

 

* Tecnicamente, para a Maria mais velha, tudo tem que ter uma explicação científica.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

9 comentários

Comentar post