Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Onze

Rita, 19.10.09

No dia em que a minha filha mais velha fez onze anos, descobri que tenho mais do que um cabelo branco. Aposto que as carradas de quitoso das últimas semanas ajudaram ao processo. O nojo de ver bichos sair da minha própria cabeça não tem comparação com a imagem de vê-los cair dos cabelos das Marias - com esses posso eu bem. Mas na minha cabeça? Usei e abusei de champôs e vinagre e pronto, deve ter sido isso que me descolorou. (Ok, a piolhice do bebé loiro também foi um bocado nojenta).

Àguas passadas, sigamos para o fim do mês, o dinheiro na conta e uma ida a tintas. Se não lido bem com os brancos? Não, não lido. Nem com as rugas, nem com as varizes, nem com o cansaço, nem com a puta da idade a passar-me por cima.

Quero ter onze anos e uns pais tão altamente que deixam não-sei-quantas amigas dormirem no chão da sala, aos segredinhos até às tantas. Tantas que me armei de mau humor e

- Mais um pio e vai uma dormir lá para cima!

Remédio santo mas no outro dia, juro que não sei como aguentam, ainda mal era de manhã e apareceram-me olheirentas na cozinha a pedir cereais. Todas menos as minhas, que sempre dormiram mais meia hora, suponho.

Depois dos segredinhos da noite voltaram àquilo que realmente são e passaram a manhã a brincar às casinhas, escolas, mães e filhas e assim. A delícia da Carmo, claro, que foi a filha dela todas.

O pobre Sebastião, ainda mal refeito da pneumonia passou dois dias enjoado, de vez em quando a vomitar e com uns cocós tão mal cheirosos que quase bateram o cheiro a chulé que se apoderou da minha sala. Fora isso, de colo em colo que nove são muitos.

A festa tinha começado com o filme da Sininho (ide ver, que é absolutamente maravilhoso - fadas, amigos e pós mágicos) e que me devolveu a esperança nos filmes de animação depois de não ter gostado quase nada doG-Force.

Não sei onde estava com a cabeça quando achei que sim, pode ser, cinema e festa do pijama até me parece razoável e não é caro. O caraças! Dez bilhetes de cinema, pizza para onze e ainda o almoço em cachorros do dia seguinte. Mais valia ter-lhe comprado a custo zero a viagem e eu também ía mas pus-me a fazer contas a comida + hotel e desisti. Também desisti do jogo para a PS que pediu e que custava para cima dum dinheirão por causa das campainhas (?) e trouxe-lhe um do MrBean que fez as delícias de toda a gente (e que me custou 6€). Isso e mais uma camisola absolutamente horrível, roxa e preta e com correntes (quero ser gótica no halloween) e este livro do qual já li metade (sim, o site é brasileiro, não descobri outro), ainda sem ter acabado o Elefante (maravilhoso), e acerca do qual descobri este site, e não ter encomendado o Caim porque primeiro tenho que pintar o cabelo. Quem nos segue no FB sabe que depois, se calhar, até apareço com um piercing.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2