Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Ipomoea batatas

30.07.09

Ontem partilhei no facebook o meu apetite por batata doce. Foi o suficiente para meio mudo supor uma gravidez e isto demonstra bem a conta em que meio mundo parece ter-me. Como se gostar de batata doce, ou apetecer-me comer batata doce, não pudesse ser uma coisa minha. Hello!!!! Mundo!!!! A mim às vezes apetecem-me coisas. Coisas que não incluem bebés nem criancinhas.

 

Como hoje, por exemplo.

O meu filho acordou às 6h05 e já não dormiu outra vez. Tinha bebido um biberão à uma da manhã, hora a que acordou, menos de meia hora depois de eu ter adormecido. São nove e trinta e um e ainda nem sequer bebi café. Mas já gritei tanto, já me irritei tanto, já fiz tanto. Estou aqui sem crianças nem bebés, só eu e o teclado, que nem consigo olhar para o ecrã - doem-me os olhos deste sono acumulado há mais de um ano - e olhem, sinto-me tão bem, este silêncio e o barulho das teclas. As crianças bem entregues, assim o suponho, que escolhi tudo a dedo e pago mais do que posso.

O bebé que não sabe dormir e as marias a amalucar com o pouco que fazer das férias. Hoje porque a Inês beliscou a Carmo que gozou com ela e se riu porque ela foi arrumar os cereais (?)  e a Maria também se riu, mãe, elas estão sempre a gozar comigo.

Eu sem fôlego, aos gritos, (às vezes até tenho medo que me dê uma coisinha má)  - não se goza e não se belisca e se elas te fizerem alguma coisa (e aqui agarrei-lhe o braço com força porque me irritou o facto de ter beliscado a Carmo) é comigo que vens falar! E tu Maria, palavra de honra, parece mentira, a gozares da situação em vez de defenderes a tua irmã. Não me venhas cá pedir para ir à escola defender-te daquelas tipas amalucadas (nunca pediu, nem sei porque disse isto, aliás, sei - ando aqui com uma mãe duma miúda entalada no gasganete). E o bebé que não sabe dormir, e estas miúdas sem tpc´s e tanto tempo livre e o que é que eu vou fazer agora, mãe? Desampara-me a loja, é só o que me apetece dizer, mas não digo, e arranjo mil brincadeiras, cem tarefas, peço-lhes que me ajudem. E elas, tão fofas, ajudam e colaboram e nem desarrumam muito... Já estou a vergar e não pode ser. Estou cansada e furiosa e a precisar muito, muito, dum café e dum cigarro. Não se fuma em frente das crianças.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

11 comentários

Comentar post