Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

É preciso ter lata

Rita, 28.07.09

Quando escrevi sobre o novo livro do MST, estava longe de imaginar a onda de solidariedade que aquele post iria gerar. Já li o livro e gostei. Não tanto da forma mas sobretudo do conteudo (não gostei do narcisismo abudante). Mas é um livro bom de ler e de sentir.

Li-o em três bochechos que juntos não fariam uma hora e cada interrupção foi um suplício. O princípio foi na Bertrand, enquanto fazia tempo num destes dias. Depois li o meio numa insónia, num livro que chegou pelo correio, num envelope gordo que também trazia umas sapatilhas, uns collants e um maillot que já não tinham uso. Acabei de ler encostada à janela, o fim num livro emprestado pela Paula que não conheço nem nunca vi.

................................................

 

Mais do que o exercício de memória, de auto-critica e de tudo o resto, este blogue tem-me trazido pessoas. E eu não sou uma pessoa fácil no que diz respeito às pessoas. Há muitas vezes em que não me apetecem pessoas. 

E há as vezes em que nem sei como agradecer. Às pessoas.

Há duas semanas dei por mim a pensar que era a primeira vez que comprava uma peça de roupa e um par de sapatos ao gordo. Um ano de roupa herdada das irmãs e emprestada/dada por tanta gente. Gente saída da família, dos amigos, dum blogue ou dum mail.

Obrigada! Hei-de ter tempo de pintar latas para todos! Estas já seguiram.

 

(Há na loja, por encomenda)

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

4 comentários

Comentar post