Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Que sorte, Sebastião, tens uma mãe e uma maezinha

Rita, 19.05.09

O miúdo tinha caído e ela não estava em casa.

 

Entrou no carro, olhou-lhe para a testa, abriu muito os olhos em tom de desaprovação e:

- Já viste o galo deste miúdo? Já alguém lhe pôs alguma coisa na testa? Caramba...

 

Eu sou a mãe. Ela é a mãezinha. Aposto que qualquer dia tem um blogue todo cor-de-rosinha e cheio de brilhantes para registar as gracinhas do menino.

 

(Por falar nisso, e antes que me esqueça - gatinha, põe-se em pé, diz adeus mais-ou-menos, não faz palminhas mas põe a mão na cabeça naquela parte da música, pendura-se nos cortinados e continua gordo.)

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

6 comentários

Comentar post