Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

A Assembleia da República até tem boas ideias

01.04.09

Depois do Magalhães, que ainda não chegou nem a metade dos miúdos, virão, um destes dias e assim o decida o governo, as frutas e legumes  biológicos animar o recreio das criancinhas. Será vê-los roer cenouras ou mastigar folhas de alface enquanto engordam  à sombra jogando nos seus pequenos computadores. Em vez de saltarem à corda ou correrem em busca do tulicreme dos pães dos mais sortudos, é vê-los agarrados aos coisos que uns têm e outros nem por isso. (Perguntinha - para que levam os computadores para a escola se não os usam nas aulas?)

Não é que a ideia seja má - distribuir gratuitamente frutas e legumes nas escolas. Cheira-me a exagero a recomendação referir preferência pela produção biológica ou integrada. Os produtos são melhores mas também são muito mais caros e eu continuo a defender as prioridades - primeiro os aquecedores no inverno e só depois as cenouras na primavera.

Não querem miúdos obesos? Eduquem primeiro os pais.

Por falar nisso, ao ler esta notícia de ontem acerca da responsabilização dos pais no comportamento dos filhos, tentei-me a assinar a petição. Não o fiz porque discordo (apenas) da proposta das sanções para os pais. É ridículo o que agora se faz para proteger os miúdos na escola - do lado da escola, à força toda que se hão-de dobrar as criancinhas com bons modos e currículos alternativos. Do lado de casa, os pais que superprotegem e não aceitam a negativa a matemática mesmo que o puto não saiba somar dois mais dois.

A protecção desmedida traduz-se em miúdos mimados e insuportáveis e de adultos assim, estamos todos fartos.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

6 comentários

Comentar post