Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Uma dúzia de voltas

Rita, 25.03.09

Este calor, e o vento, põe-me os miúdos ranhosos e a arfar. A mim põe-me desorientada -baixa-me a tensão, faz-me inchar os pés e obriga-me a ginásticas medonhas com roupas de verão e de inverno à mistura. Somos seis, é muita roupa.

O ar é amarelo do pó dos pinheiros e das acácias e também cheira a fumo. Não passamos  sem a bomba do ventilan e é uma chatice ter uma filha asmática e um bebé sempre a chiar.

É a Primavera, mais uma, o ano a rodar, a vida a passar e há dois dias era uma dúzia de anos dum casamento nem sempre perfeito, nem sempre feliz, nem sempre o melhor, mas  sempre o nosso, o que escolhemos, nós, os nossos filhos, e, contas feitas, doze anos de coisas melhores do que piores. Só gostava de poder fugir um bocadinho às rotinas. De resto, não mudava grande coisa.

A vida roda e a roda gigante da feira está pronta. Aliás, a feira começa hoje e as criancinhas não se calam. Mal sabem do esforço que será pagar duas voltas vezes três no carrossel às voltas, às voltas e sem ir a lado nenhum. Havemos de ir à feira, claro, mas num dia fresco e sem vento. E à noite, que é quando os pólenes são pardos.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2