Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Dúvidas, ecopontos, ecofraldas e gente burra

Rita, 13.02.09

Nunca produzimos tanto lixo como agora. Fraldas, caixas de papa, latas de leite e mais o que já antes enchia os ecopontos de casa. Podia reaproveitar mais, mas não tenho tempo. Descansa-me saber que afinal vai tudo separadinho. Foi a indignação geral lá no sítio que comanda as recolhas selectivas. Parece que não se pode ter dúvidas.

 

Antes que me esqueça, e porque não quero que fiquem dúvidas: noutro dia escreveram-me da loja onde comprei as fraldas de pano que não resultaram connosco. A loja é esta. e o mundo está cheio de opiniões positivas acerca dessas fraldas.

 

Tenho bom feitio. Mas hoje empanturraram-me de duvidas com aquela coisa da contribuição audiovisual que se paga à edp. A menina burra que me atendeu no 808505505 confirmou que sim, que se pode pedir o cancelamento da contribuição mas que depois o consumidor paagrá ao estado , com juros de mora e por outras vias. E que vias, amiga? Ah... Isso tem que perguntar a alguém que trabalhe para o estado. A mim mesma, portanto. (Tenho bom feitio, repito, e expliquei à criatura que trabalhar para o estado é uma coisa muito abrangente). Depois fartei-me de rir quando liguei para a Erse porque a senhora que me atendeu também queria saber porque é que pagamos a tal coisa. A linha azul só funciona das 15 às 18 e ainda agora é de manhã (808 10 20 10)

 

E agora, farta das obsessões pela direita, vou explicar como é que se circula nas rotundas - é nas faixas interiores, e só se pasa para as exteriores nos troços imediatamente antes da saída desejada.  Para os puristas, é ler o artigo 14º do Código da Estrada.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

4 comentários

Comentar post