Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Situs inversus

Rita, 27.01.09

A não ser que tenha os orgãos trocados, devia estar com dor de burro ou então com saudades minhas. Na pior das hipótese, armou-se em exibicionista mas a culpa foi minha. Ninguém no seu perfeito juízo oferece um telefone a uma criança de nove anos.

Há pouco menos de um mês fiz-me valer do argumento da falta de tino e zás, toma lá de presente de anos e de Natal e se fores a algum lado podes sempre avisar-me. Quando dormires em casa dalguma amiga posso mandar beijinhos e saber se tomaste o pulmicort.

O pior é que quase todos os dias há um pretexto para a chamadinha da hora do almoço. Ela liga, eu preocupo-me, desligo e ligo-lhe. Ontem:

- Ai mãe! Estou aqui com uma dor no apêndice!

- No apêndice? Mas como é que sabes que é o apêndice?

- Li num livro. Péra! Estou-te a ouvir mal. Vou ali para um sítio com menos barulho

(e eu a ouvi-la a correr e a cantarolar portanto, a imaginá-la cheia de dores no apêndice)

- Então e dói-te de que lado?

- Do esquerdo!

- Ah... Então não é grave. O apêndice é do direito.

- Mas...mas...mas,,,,

- Isso é dor de burro. Andaste a correr no fim do almoço?

- Eu já almocei?

- E eu é que sei?

 

Ao fim do dia, lá vinha toda saltitante e corada. Da escola para a piscina, trinta cêntimos para as bolachas da máquina e não me telefones a dizer que a água estava fria, depois contas-me em casa, pode ser?

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

4 comentários

Comentar post