Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Isto já não é um pedido, é uma ordem. MESMO

Rita, 14.11.08

A todos os que não passaram pelo meu útero:

Parem de me chamar mãe, mamã, mãe da Maria, mãe da Carmo, mãe da Inês, mãe do Sebastião, mamã, maezita, mãe Rita e o raio. Se não sabem o meu nome, chamem-me menina, senhora, dona, coisinha, gaja, qualquer coisa.

Já aqui tenho que cheguem a berrar "mãe" o dia inteiro.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2