Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Quase dez anos

Rita, 14.05.08

A minha filha Maria-mais-velha não fugiu de casa nem foi para um colégio interno nem está fechada no quarto a estudar para as provas de aferição nem nada.

A minha Maria-mais-velha é uma miúda tão arranjadinha e bem comportada que, descubro agora, quase não tem direito de antena neste blogue. 

A verdade é que a vidinha lhe corre sobre rodas, é boa aluna, nada que se farta e dança ainda melhor, vai tocando piano nos intervalos, não me maça muito com as questões hormonais, ajuda as outras Marias, põe a mesa e faz a cama e até dá banho à Maria-mais-nova.

 

Quando a espreito no recreio da escola verifico que continua a ser a rainha da festa; tu vais para ali, tu para acolá e despacha-te que eu estou a mandar. Despede-se das amigas com longos e apertados abraços que se seguem àquele momento igual de todos os dias - a breve troca de segredos (de que falarão?).

 

Passa o tempo a apagar luzes e a fechar portas (ritual que me irrita).

No fim de semana esteve a colar posters duns putos louros nas portas do roupeiro.Parece-me que gasta os trocos a comprar a Bravo.

 

(A Bravo ainda existe. O mundo não mudou assim tanto)

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2