Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Oito anos

Rita, 17.10.06
Sei que o mundo é dela, que a cabeça estará sempre erguida por maior que seja a tempestade. Pés assentes. Determinação. Uma força que lhe sai de dentro, que lhe sai pelo azul transparente dos olhos.
Tão grande, tão crescida.

Minha querida:
Não quero ser a tua maior amiga mas noutro dia, quando ficámos só as duas acordadas, noite dentro, a ver um filme "de gente grande" e a lambuzarmo-nos com pipocas, percebi que agora és a minha maior companheira.

Minha querida Maria,
o mundo o teu. Agarra-o com as duas mãos. Eu ajudo-te.

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/4