Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

...E UM JANTAR ANIMADO!

10.03.04
Decorria o jantar sem turbulências de maior (afinal, estavamos no palácio real e não se podiam fazer asneiras) quando eu, a estranhar tanto sossego, decido lançar a confusão:

(Estavamos a comer salada russa com atum)

- Sabem o que é o atum?

- Claro, disse a Maria - É uma carne.

- E tu Inês, o que é que achas?

- É assim uma carninha muito clarinha assim com um sal muito derretido.

(com estes dois "assim", o que deu muito mais charme à resposta já que a Nê é "sopinha de massa").

E disse eu:

- O atum é um peixe! Um peixe grande.

E a Maria:

- Ó mãe, e tu sabes o que é um peixe-lanterna?

- Um quê?! Peixe-lanterna? Não... Onde é que ouviste falar nisso?

- Vi num livro. São uns peixes que viviam na época das baleias e dos tubarões e tinha um osso saído da cabeça com uma luzinha pendurada.

- Ah.... Mas ainda estamos na época das baleias e dos tubarões.

- Estamos?!

- Então não estamos? Não viste no Oceanário?



E a conversa terminou por aqui, com a Maria muito intrigada.



Quanto aos peixes-lanterna, fica aqui registado que eu sou de facto um pouco ignorante nestas matérias. Pesquisei, encontrei e descobri inúmeras coisas interessantes. Antes de mais nada, descobri que o Oceanário tem um site muito engraçado e que vai ficar aqui na barra cor-de-rosa. Ah! E tem o próprio peixe-lanterna, que é assim:

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5