Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

NO BALLET

03.02.05
As pequenitas riam envergonhadas, naqueles risinhos nervosos de mão na boca. As mães, descalças e transpiradas, esforçavam-se por não dar parte fraca. A professora sorria.

A mim, doiam-me todos os músculos, até aqueles que nem imaginava existirem. Mas valeu a pena!



A ideia da professora de ballet foi dar a conhecer uma aula das pequeninas. E convidou as mães (ou tias, ou avós), a participarem numa aula.

Nem sequer costumo ser eu a levar a Inês ao ballet mas ontem fiz questão de sair mais cedo e de não abdicar do meu papel. A excitação da Inês era tal que lhe bloqueou qualquer tentativa de concentração. O meu cansaço era tal que à noite adormeci logo a seguir ao jantar!
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5