Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

SOBRA-ME TEMPO!

02.08.04
A minha mãe mora a um minuto da nossa casa. Na rua acima da nossa.

Estva feito o convite para lá irem dormir um destes dias. Proporcionou-se este facto na noite passada - as crianças estão de férias, eu e o pai não. São dois dias complicados, esta segunda e terça-feiras. Vão ficar as três com a avó.

Arranjámos a mochila, com os pijamas e as escovas de dentes. Tomaram banho, vestiram-se e pentearam-se e lá foram à aventura. Fiquei sózinha com a Carminho. O pai tinha saído e só voltaria muito mais tarde. Dei banho e jantar à pequenita; deitei-a. Jantei. 20h30. Que silêncio constrangedor. Resisto a telefonar para saber se jantaram bem. Mas o que é que eu vou fazer? Sobra-me tempo... Aproveito para limpar e arrumar o quarto delas. Às 22h liga a minha mãe e diz - "já estão deitadas". Adivinhei que não estariam a dormir.

Esta manhã dormi até mais tarde. Antes de ir trabalhar, fui deixar a Carminho lá a casa. Quando cheguei, quase não me ligaram. Estavam a tomar o pequeno almoço. Soube que adormeceram muito tarde e acordaram cedo. Um dia destes repetimos a experiência. Hoje não. Não gosto da nossa casa asism vazia.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5