Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Meninas do mar

Rita, 09.11.06
Gosto tanto de as mimar à noite, às mais velhas, que na ausência do pai crescem mais depressa do que deviam. A elas nunca ninguém dá a mão na hora do banho, nem ninguém ajuda a fazer a cama. A elas calha sempre pôr a mesa ou ler uma história à Carminho, e às vezes, num cansaço desmedido, abrir a mochila e fazer os trabalhos de casa.
Gosto de as mimar à noite, de lhes ler uma história quando as minhas forças ainda o permitem.
__________________________________________

Noutro dia a Inês implicou que queria um dicionário. Comprei-lhe o dicionário; mal não lhe há-de fazer. Cheia de boas intenções, comprei à Maria a "Menina do Mar". À noite mimei-as: enroscámo-nos as três e li-lhes a história.
Confesso aqui, perante o mundo, e perante o mundo me penitencio - nunca eu lera o livro. Também nunca li a Fada Oriana.
Mas a Menina do Mar - tudo muito bem, tudo muito lindo. Mas a história não é para crianças e eu não sabia e li aquilo às miúdas. No fim lá tive que explicar que não, não podiam ir beber um copo de vinho para ficarem "cheias de felicidade", como a Menina fez.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

4 comentários

Comentar post