Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

ACERCA DA DENTIÇÃO

Rita, 11.10.04
Não consigo entender esta história dos dentes de leite. As crianças (e os pais das crianças, por acréscimo), sofrem horrores com o nascimento dos dentes. Às noites mal dormidas somam-se idas ao pediatra com narizes a pingar e febres mal amanhadas e que, segundo os senhores doutores nunca são por causa dos dentes (ai pois não! eu já conto com 45 aventuras dentárias - 20 + 20 + 5, portanto, a mim já me podem contar outra história).

Os dentes nascem a custo, furam gengivas, provocam irritação e dor e, ao fim de cinco anos, CINCO, zás - caem. Mas isto tem alguma lógica?! Se considerarmos como 80 anos a esperança média de vida, 5 anos corresponde a pouco mais do que 6%.

Lá caem os dentes, tornam a nasecr outros, maiores, autênticas favolas numas bocas ainda tão pequenas. Nos entretantos, andam as crianças desdentadas e sem conseguir mastigar o pão do lanche.



Ontem nasceu mais um dente à Carminho - o quinto. E e a Maria tem dois dentes a abanar.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

1 comentário

Comentar post