Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

O QUE VALE MESMO A PENA

Rita, 11.03.05
Gosto tanto de ler a Ana Rute. Noutro dia uma imagem dum sorriso e poucas palavras relatavam o que naquele dia tinha valido a pena - aquele sorriso.
Ontem, a caminho de casa, pensei nela e na sua menina, naquele abraço que ultrapassava a imagem. Pensei que só quatro enormes sorrisos tinham capacidade para apagar o meu dia cinzento que parecia não ter fim.

Então, pela primeira vez deixei que as miúdas se enfiassem todas na banheira ao mesmo tempo. Não sorriram, riram ás gargalhadas, eu fiquei encharcada, o pai chegou, sorriu e disse:
- Bem... Para as deixares fazer isto deves estar muito bem disposta!
- Agora já estou!
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5