Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Gosto da palavra alegadamente

Rita, 09.11.07
Ontem, alegadamente, uma professora da escola das minhas miúdas mais velhas, foi de tal forma agredida por uma aluna que teve que ser assistida pelo INEM.
Ainda por cima, também ontem, um miúdo foi alegadamente empurrado por uma colega e caiu de cabeça; lá foi o INEM outra vez.

Depois de ter levado com a excitação das versões infantis, voltei atrás e perguntei a uma funcionária o que é que tinha acontecido (pelo simples facto de gostar de saber onde é que deixo as miúdas durante mais de oito horas por dia). Mas eu tenho má fama, má fama de querer saber demais e por isso:

- Ah… Nada de especial, um dia como os outros
- Ai sim? Mas veio cá o INEM duas vezes, não foi?
- Ai não sei….
- Sabe, é que as miúdas contaram-me umas coisas mas eu acho que estão a exagerar e como não quero que nasça aqui um boato, é por isso que quero saber. É muito chato se elas andarem para aí a espalhar que uma professora foi agredida e isso não for verdade
- Ah! Já sei! Foi a professora coiso tal. Enervou-se com uma aluna e a senhora tem as tensões muito altas e sentiu-se mal. Sabe, a L.é uma aluna complicada…
- Sei sei. Mas então ela não fez nada a professora?
- Isso é que eu já não sei…
- E o miúdo que caiu?
- São coisas que acontecem, sabe como é.
(e que se calhar não aconteceriam se o recreio fosse melhor vigiado)
A mim venderam-me a história dum murro num olho. Ainda não fui comprar a versão oficial com a coordenadora mas lá irei, daqui a pouco.

Esta manhã era como se nada fosse.

O que me está a irritar é a forma como a escola está a não lidar com a situação. A forma como as escolas não lidam com estas situações.

Depois espantam-se que aconteçam coisas destas
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

6 comentários

Comentar post