Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

PESADELO REAL

12.01.05
Chego do almoço e recebo um e-mail. Um entre alguns. Este, sendo da associação de pais, abro e leio.

Arrepio-me. Angustio-me. Estremeço.

Quatro meninas do primeiro ano terão sido abordadas por um homem que ofereceu dinheiro a uma delas. Uma das meninas é da turma da Maria.

Tudo se passou à porta da escola, na hora da saída.

A escola desvaloriza o caso e a mãe de uma das meninas liga para o presidente da associação. Entre lágrimas, conta o sucedido e descreve os pesadelos da filha.

Eu leio e releio o e-mai que relata o caso e estremeço outra vez.

Dado que os pais de uma das crianças são polícias, é montada vigilância. Sem efeito.

Depois o homem é visto mais uma vez mas nessa altura, nenhum adulto dá conta. Ficam mais uma vez apenas os relatos assustados.



Não quero acreditar que isto está a acontecer.



Vou ter que refazer o discurso do "não falem com ninguém porque há pessoas muito más que roubam meninos...". Mas que palavras mais realistas se podem usar com crianças desta idade? Como é que se protege mais e melhor?
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5