Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Reter:

Rita, 11.01.06
- A Maria lê livros destes.
Sem desenhos!, vês Inês! De "pessoas crescidas"!
Gosto que goste de ler. Não gosto que se vire para mim e me questione o mau feitio. Não gosto mas serve-me de consciência e faz-me cair em mim.
Fala muito, muito alto e muito depressa. Eu acho piada apesar de demonstar uma grande zanga com os ralhetes escritos da professora.

- A Inês é hippie. Foi para a escola aborrecer-se porque já sabia ler, e escrever, e contar. Conta a mestra que não sabe estar sentada nem colabora na arrumação. Tenho pena mas tenho paciência. O tempo a ajudará. Chora muito mas é por causa das emoções à flor da pele; na realidade há poucas coisas que a incomodem. Às vezes dou-lhe uns apertos para a chamar à razão e ela responde-me com beijos mimosos. Desarma-me em três tempos. Cresceu tanto que já não é preciso acordá-la do sono para fazer xixi. Vai sózinha mas deixa as luzes todas acesas.

- A Carminho é teimosa, refilona, mexilhona e barulhenta. É linda, é o nosso bébé e usa franja. Fala muito e bem, come sózinha e acorda quase todas as noites a pedir óó da mãe. Às vezes vai. Canta que se farta, vê mais televisão do que eu (nota mental - mudar este hábito) e não se enjoa de ver o "Pipa Pan" três vezes seguidas mas só até aparecerm os piratas - "Põe do pinxípio mãe. Agola são os maus e eu num quélo! ". Ainda usa fralda e dorme com quatro chuchas.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2