Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

O FUSO

27.01.05
Nove e um quarto da noite, já no quarto e prestes a enfiar-se na cama, enquanto eu separava roupa suja de roupa lavada e tentava pôr ordem naquela barafunda:

- Ó mãe... O que é um fuso? - pergunta a Inês

- Um fuso? Um fuso horário?! - Perguntei, tentando descortinar de onde lhe teria saído "o fuso"

Ela encolheu os ombros e franziu a testa, como que a não saber se o fuso seria esse.

Eu, pelo sim pelo não, respondi como sei:

- Um fuso horário é uma linha, à volta da terra, que nos diz que horas são.

- Não... Então não é o fuso horário... Ó mãe, tu lembras-te da história da Branca de Neve? Ela pica-se na roca e tem um fuso.

- Ah! Um fuso! - (E eu sei lá bem o que é um fuso! Agora que penso nisso, em quase todas as histórias de princesas há um fuso e eu não sei o que isso é.)

- Sim!

- Então... A roca serve para enrolar o fio da lã, ou do linho, para fazer um novelo. O fuso também serve mais ou menos para isso.

- Tábem.

(Ainda bem que se deu por satisfeita...)



Adenda

fuso

substantivo masculino

1. utensílio cilíndrico de madeira que se vai tornando mais fino até às extremidades onde acaba em ponta aguçada, utilizado para fiar à roca; (...)

Daqui



A dúvida, ainda que atenuada, persiste em mim. Fiar á roca?
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5