Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

RALLY

01.03.05
- Um dia, quando fores grande, podes ser minha co-pilota!
- O que é isso?
- É ires ao meu lado no carro, e dizeres-me se é para virar á esquerda ou á direita, onde é que é a curva, se há alguma árvore...
- Ah!
- Vamos experimentar? Agarra aí nos papéis!
Ela chegou o prato à frente, ajeitou-se na cadeira, fez de conta que agarrou numa folha; eu, ao lado dela, fiz de conta que agarrei num volante.
- Então Inês?!
- Vira à esquerda! Agora à direita, sempre em frente, olha a árvoreeeee PUM! Batemos!
Ela gritava e ria, eu ria e guiava e via as caras de espanto do pai e da Maria.
- Não querem entrar nesta corrida? - perguntei
De repente havia dois carros, dois pilotos com idade para terem juízo e duas co-pilotas muito compenetradas. A mesa da cozinha era a janela para uma estrada de montanha e durante cinco minutos viajámos a alta velocidade. Trocámos de pilotos e co-pilotos, batemos em não sei quantas árvores e acabámos a chocar de frente.
Àquela hora a Carminho já dormia e tínhamos acabado de jantar.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5