Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

DE MOLHO

Rita, 22.11.04
Há muito tempo que não estava doente. E estar assim, com tanta febre, com falta de força, com dores fortes, faz-me pensar na minha condição humana, faz-me pensar que um dia também eu deixarei de cá estar, faz-me pensar que um dia as minhas filhas terão que viver sem mim. Dois dias em casa foram suficientes para me deixar angustiada. Sou uma pessoa saudável e qualquer maleita me assusta. Não gosto de ter que depender de outras pessoas para assegurar o bem estar das miúdas mas desta vez teve mesmo que ser.

É só uma amigdalite, daquelas grandes, enormes, que deixam a garganta a estalar de dor e fazem o termómetro disparar aos 39,5ºC. E uma sinusite acumulada há mais de três semanas que me debilitou ao ponto de ter apanhado também esta infecção.



Na quinta-feira passada sentia frio e calor e calor e frio. E doia-me a garganta. A noite já foi uma pesadelo de febre e dores. A manhã de sexta-feira foi passada no SAP. Fui mandada para casa com antibiótico, anti-inflamatório, anti-piréticos, anti-histamínicos e vitaminas. Esqueceu-se o médico de me receitar um anti-dor-de-estômago causada pelos outros "antis" todos....

Hoje é segunda-feira e, apesar das dores de garganta persistirem, já me sinto com outro ânimo.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5