Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

- Côjé mãe? Côje é? Xaberi! É massa?

08.06.06
A miúda pequena fala muito e muito bem mas tem destes encravanços. Acho que acontece a todos, a mim acontece-me nalgumas palavras escritas, sempre as mesmas, sempre as mesmas dúvidas (às vezes socorro-me do word mas tenho que me deixar disso que noutro dia o word não me pôs o circunflexo no Marquês e lá foi, num texto, o Marques de Pombal - o sr. Marques da bomba de gasolina e que por acaso é de Pombal, em vez do Marquês de Pombal)
No caso dela não é bem a mesma coisa. Cheira-me a engasganço linguístico e não me preocupo.

É o côjé? - que quer dizer "O que hoje é?" e que se refere a "o que é hoje (o jantar)"
A cuéle - a colher

e mais alguns, poucos, de que agora não me lembro.

Pior do que estes exemplos que escritos perdem dois terços da piada, é o ó pá na ponta da língua por tudo e por nada
- Ó pá mãe, dá-me a mão!
- Ó pá, num éxim!
- Ó pá, Maria, anda páqui
- Ó pá Nênê, acóda!


Todas as frases dela têm um ó pá e isso sim, preocupa-me. Qualquer dia diz-me que tem bué de fome. Ontem disse que era muita giro ir à quinta.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

7 comentários

Comentar post