Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Crescer

01.03.07
Ontem à noite, na cama, a ler sem óculos.
- Já lavaste os dentes, Maria?
- Não...
- Então vai lá, são dez da noite.
Levantou-se, deu dois passo e parou.
- Ai mãe... Dói-me tanto a cabeça!
Lágrimas. De dor.
- Vá, deita-te aqui.
Mimos, festinhas, ben-U-ron.
Não é normal doer-lhe a cabeça, muito menos assim, tanto. Preocupei-me mas desdramatizei, perante a aflição dela:
- Mas tenho que ir ao médico, mãe? Tenho alguma coisa na cabeça?
- Não, querida. É só uma dor de cabeça, pode ser de teres estado a ler sem óculos, ou por estares cansada - hoje foi um dia cansativo. A partir de uma certa idade, às vezes as pessoas têm dor de cabeça, eu tenho!
Olhou para mim, os olhos a fecharem-se de sono:
- Mas eu ainda sou uma menina pequenina...

Pré-adolescente? Onde é que eu estava com a cabeça quando escrevi isso? É uma menina ainda tão pequenina.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

3 comentários

Comentar post