Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Palavrões

Rita, 02.10.06
- E depois o gajo deu-lhe um pontapé nos tomates!

- Empurra lá isso, caralho!

(chocam-me, estas coisas...)

A minha mãe, que assistiu à segunda, diz-me que isto lhes sai de ouvido, que são palavrões inocentes. Eu explico-lhes que são palavras feias e que não se devem dizer.

- Jesus castiga?
- Não, Jesus não castiga.
- Ai não?!

E depois o sermão anti-catequese do costume. Mas porque é que metem estas coisas na cabeça dos miúdos?

Pronto, agora que já misturei a igreja com os palavrões podem chamar-me herege à vontade.

(Antes que me esqueça - por vontade do pai delas, que eu sou contra, as miúdas vão continuar a ir à catequese; à experiência será noutra paróquia)
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2