Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Vigésimo segundo dia

Rita, 22.02.07
Quando as calças não me passaram nas coxas e a minha filha do meio me disse:
- Tás um bocadito gorda, mãe...
eu nem hesitei.
Tirei umas meias da gaveta, umas calças de ginástica e uma t-shirt do armário, escolhi os meus melhores ténis e enfiei tudo num saco. Isto eram oito horas da manhã de ontem.
Quando saí do trabalheco mudei de roupa no carro (apesar dos avisos da existência de câmaras no parque de estacionamento) e pus-me a caminho. Não sei quantos quilómetros andei mas foram muitos, de certeza. E eu que já nem me lembrava das vantagens das endorfinas! Há mais de dezoito horas que não grito mas doem-me tanto as pernas que estou capaz de tomar um ben-u-ron.
Eu sabia que não era boa ideia deixar de fumar...
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

8 comentários

Comentar post