Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

made in america

28.09.07
A precisar de ser lavado, tanto é o uso. Nunca mais o larguei, desde que me chegou às mãos. A cor e o tamanho são ideais e tanto o uso ao ombro, quando preciso das mãos, como na mão, quando preciso do ombro.

A imagem não lhe faz jus; a foto foi tirada a correr esta manhã. Quando a Carmo me acordou às 6h50mn porque precisva duma caixa para guardar umas missangas, eu estava a sonhar com alguma coisa que me fez lembrar do saco, ou da Méri, ou, se calhar, da Paula. Daí até ter decidido pegar na máquina, foi só o tempo do pequeno-almoço.



Deu-mo a Méri quando fiz trinta e seis anos. É bem capaz de ser um dos sacos da minha vida.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

3 comentários

Comentar post